O que muda nas regras de aposentadoria em 2023?

Após a Reforma da Previdência de 2019 as regras para se aposentar mudam anualmente. Por isso, é preciso estar atento para não ser surpreendido. Leia essa postagem e entenda quais as regras de aposentadoria para 2023!

Quando a Reforma passou a valer, ela dificultou ainda mais a vida de muitos trabalhadores. Dessa forma, foram criadas as regras de transição, para amenizar os efeitos da Reforma para as pessoas que já estavam contribuindo antes do dia 13 de novembro de 2019, data em que a Reforma da Previdência passou a valer.

Nesse post você vai ver

  • Quais as mudanças nas regras de transição para aposentadoria em 2023
  • Regra permanente não sofre mudanças
  • Por que é importante começar 2023 planejando sua aposentadoria?

Quais as mudanças nas regras de transição para aposentadoria em 2023?

Como acontece todo o ano, após a aprovação da Reforma da Previdência, houve atualizações nas regras de transição. Veremos de forma detalhada cada uma dessas mudanças. É importante ficar atento à essa leitura, pois cada regra tem o poder de alterar o valor do seu benefício e a idade com que você vai se aposentar!

Leia também: Planejamento de aposentadoria para as mulheres empreendedoras

Mudanças na aposentadoria em 2023:

Regra de pontos

Na regra de pontos é preciso somar a idade mais o tempo de contribuição, a cada ano esta regra muda, pois aumenta 1 ponto, mas essa regra não exige uma idade mínima. Vejamos como ficam os requisitos para 2023!

  • 90 pontos para mulheres, com ao menos 30 anos de contribuição;
  • 100 pontos para homens, com ao menos 35 anos de contribuição.

A regra de pontos seguirá sofrendo alterações até chegar em 2028, quando os homens terão que alcançar 105 pontos; e em 2033, quando as mulheres terão que alcançar 100 pontos.

Qual o valor da aposentadoria pela regra de pontos em 2023?

O valor da aposentadoria segue o cálculo que é:

  • 60% do valor do benefício integral + 2% a mais para cada ano que ultrapassar os 15 anos de contribuição para mulheres e 20 para os homens.

É importante destacar que este coeficiente poderá passar de 100% do salário médio de contribuição, mas o valor é limitado ao teto do INSS, que em 2022 é de R$ 7.087,22.

Regra Idade mínima progressiva

A regra para a aposentadoria pela idade mínima progressiva tem um acréscimo de meio ponto em 2023, observe, os requisitos!

  • 58 anos de idade para mulheres e 30 anos de contribuição;
  • 63 anos de idade para homens e 35 anos de contribuição.

É importante salientar que essa regra vai sofrer alterações até 2027 para os homens homens que precisarão chegar aos 65 anos para se aposentar; e até 2031 para mulheres, que precisarão chegar aos 62 anos para se aposentar.

Valor da aposentadoria pela regra da Idade Mínima Progressiva

O valor da aposentadoria segue o cálculo da regra geral, ou seja, é o mesmo cálculo da regra anterior.

  • 60% do valor do benefício integral + 2% a mais para cada ano que ultrapassar os 15 anos de contribuição para mulheres e 20 para os homens.

Este coeficiente poderá passar de 100% do salário médio de contribuição, mas o valor é limitado ao teto do INSS, que em 2022 é de R$ 7.087,22.

Regra Aposentadoria por idade

A mudança é que em 2023, para as mulheres a idade vai subir 6 meses, alcançando a idade de 62 anos.

Acompanhe os requisitos para 2023;

  • 62 anos de idade
  • 65 anos de idade
  • 15 anos de contribuição para ambos os sexos

Com a alteração prevista para 2023, a regra da aposentadoria por idade ficará fixada nestas condições, sem modificações para os próximos anos.

Valor da aposentadoria por idade

O cálculo da aposentadoria por idade segue a mesma regra das demais modalidades de aposentadoria que vimos, ou seja:

  • É feito uma média com 100% dos salários de contribuição. E dessa média, será pago 60% do valor + 2% a mais para cada ano que ultrapassar os 15 anos de contribuição para mulheres e 20 para os homens.

É importante destacar o valor é limitado ao teto do INSS, que em 2022 é de R$ 7.087,22.

Regra Pedágio 50% (fator previdenciário)

A Regra do pedágio de 50% não vai sofrer alterações em 2023. Pode se encaixar nesta regra, quem estava com 2 anos ou menos para se aposentar em 13 de novembro de 2019, deverá cumprir um pedágio de 50% do tempo restante.

Exemplo: se faltava 1 ano para o homem alcançar os 35 anos, deverá trabalhar por mais 1 ano e 6 meses do pedágio;

O valor do benefício com aplicação dessa regra, será o valor da média de todas as contribuições, multiplicada pelo fator previdenciário.

Regra Pedágio 100%

A Regra do pedágio de 100% não teve alteração em 2023. Mas, vou te explicar como funciona:

Nesta regra você deverá cumprir um pedágio com o dobro do tempo que falta para você se aposentar e 60 anos de idade se homem, e 57 anos de idade, se mulher, na data do requerimento.

Exemplo: se faltavam 3 anos para o homem alcançar os 35 anos de contribuição, ele deverá trabalhar/contribuir pelo dobro desses 3 anos, ou seja, 3 anos que já faltavam + 3 anos do pedágio, totalizando 6 anos.

O valor do benefício dessa regra é, exatamente, o valor da média de todos os seus recolhimentos.

Regra permanente não sofre mudanças

A regra permanente da reforma da previdência segue a mesma e deve ser utilizada por todas as pessoas que começaram a contribuir a partir de 13 de novembro de 2019, ou para aqueles que ela for mais benéfica. Vale os seguintes requisitos.

  • Homem: 65 anos de idade e 20 anos de contribuição
  • Mulher: 62 anos de idade e 15 anos de contribuição

Já o cálculo para o benefício é o mesmo que vimos nas regras de transição.

  • É feito uma média com 100% dos salários de contribuição. E dessa média, será pago 60% do valor + 2% a mais para cada ano que ultrapassar os 15 anos de contribuição para mulheres e 20 para os homens.

Saiba mais: Por que os empresários estão vendo o planejamento de aposentadoria como um investimento no futuro?

Por que é importante começar 2023 planejando sua aposentadoria?

Conforme vimos existem muitas opções de aposentadoria, e cada uma dessas regras tem o poder de aumentar ou reduzir o seu benefício e influencia também na idade em que vai se aposentar.

Saiba mais: Por que os empresários estão vendo o planejamento de aposentadoria como um investimento no futuro?

Assim, em muitos casos trabalhando 6 meses ou 1 ano a mais, você recebe um benefício muito mais vantajoso, por exemplo. Por isso, é necessário planejar. Quanto mais cedo você planejar a sua aposentadoria, maiores são as chances de receber o benefício que deseja.

Dessa forma, ao fazer um plano de aposentadoria com um especialista, você descobre a regra mais vantajosa, a melhor idade para se aposentar, tudo o que pode fazer hoje para ter a melhor aposentadoria no futuro!

Espero que tenha gostado da postagem. Continue acompanhando a gente aqui no blog e nas redes sociais e deixe a sua dúvida nos comentários.

Agora se quiser conversar comigo sobre sua aposentadoria, basta clicar no botão abaixo!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×